Prefeitura está realizando o fumacê veicular para combater o mosquito aedes aegypti

 

A Prefeitura Municipal de Colina, por meio da Secretaria Municipal da Saúde está realizando ação para combater o aedes aegypti, mosquito que transmite a Dengue, Zika, Chikungunya e Febre Amarela. Trata-se da pulverização de inseticida, popularmente conhecida como “fumacê veicular”.

O trabalho está sendo realizado em todos os bairros, está acontecendo desde os meses de março e abril e deverá ser concluído até o final deste mês de maio.

Fumacê – O veículo lança um inseticida por meio da pulverização, que mata os insetos adultos enquanto estão voando, atingindo os locais onde o mosquito se esconde.

O aedes aegypti tem hábitos específicos e voa nos períodos do amanhecer e entardecer. Assim, para a eficácia da aplicação do inseticida, a pulverização está sendo realizada pela equipe da Vigilância Epidemiológica entre as 18h e 20h, considerando que é neste horário que o mosquito sai para se alimentar de sangue humano, e como há menos incidência de raios solares, o produto tem mais eficácia no combate.

É importante destacar que a aplicação do fumacê não é feita de forma indiscriminada. Por ser um produto químico, é utilizado em períodos epidemiológicos específicos da doença, respeitando os intervalos de aplicação, de modo que a saúde da população não seja colocada em risco.

Participação da população é fundamental

A população deve lembrar-se que o inseticida mata apenas o alado, ou seja, o mosquito adulto. As larvas permanecem vivas e, portanto, os cuidados com os imóveis continuam sendo a principal medida de combate, evitando o surgimento de focos criadouros do mosquito transmissor da Dengue.

A Prefeitura Municipal realiza o trabalho de combate ao mosquito aedes aegypti de maneira permanente, durante o ano todo. As equipes da Vigilância Epidemiológica e do Departamento de Controle de Vetores realizaram bloqueio, controle de criadouros e busca ativa de suspeitos.

De janeiro até o momento, Colina registra 26 casos positivos de Dengue, sendo: 23 casos autóctones (de transmissão local) e 03 casos importados (transmissão de outros municípios). Outros 250 casos suspeitos aguardam o resultado de exames, que são realizados pelo Instituto Adolfo Lutz, de Ribeirão Preto. Vale ressaltar que até o momento o município não possui os resultados em virtude de problemas de kits no Adolfo Lutz.

Para o Prefeito Municipal, Dieb Taha, a participação da sociedade é fundamental para conquistar o sucesso no combate ao mosquito. Dieb enfatizou que Colina trabalha fortemente na prevenção, mantendo um trabalho contínuo, durante todo o ano, de combate aos criadouros e à proliferação do mosquito aedes aegypti. “Trabalhamos de maneira unificada e permanente, com ações que envolvem todas as Secretarias Municipais. Todas as ações para evitar a proliferação do mosquito transmissor estão sendo tomadas. No entanto, o apoio da população é imprescindível no combate à Dengue”, frisou o Prefeito Dieb.

 

Tetê Poliseli

Assessora de Imprensa

Prefeitura Municipal de Colina