Domingo, 07 de Junho de 2020 -
     
 


Exposição do acervo histórico do Museu colinense é reorganizada

24/06/2015



Desde o mês de maio último, a Secretaria Municipal de Educação e Cultura vem contando com a orientação e colaboração da Museóloga Raquel Milagres de Mattos e do Professor e Historiador André Luiz Olympio Nogueira para a reorganização da exposição do acervo do Museu Municipal e posterior elaboração do Plano Museológico. Raquel é Museóloga do Museu Histório, Artístico e Folclórico “Ruy Menezes” no município vizinho de Barretos.

Plano Museológico

O Museu Municipal de Colina foi criado no ano de 1988, por meio da Lei nº 1.439 e desde então nunca teve um Plano Museológico. O Plano Museológico é a ferramenta técnico-político-administrativa de um museu e compreende as diretrizes para a sua gestão, bem como as normativas para seleção, registro de doação, inventário, catalogação, conservação, descarte, entre outros, do acervo histórico.
O espaço interno do Museu foi restabelecido à sua forma interna original a partir da transferência do Batalhão da Polícia Militar para a sua sede própria. O espaço recentemente também ganhou mais segurança com o fechamento dos acessos ao embarque e desembarque por meio da instalação de portões fechados.
Concomitante a reorganização do acervo e elaboração do Plano Museológico, a conservação diária do espaço é constante: limpeza, manutenção, eliminação de goteiras, roçamento da grama na área externa, entre outros, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Educação e Cultura e colaboração da secretaria Municipal de Serviços Urbanos. A Secretaria de Educação também vem restaurando peças da exposição e fará, em breve, o restauro da porta, janelas e esquadrias de madeira; posteriormente será feito o restauro da bilheteria que preserva a sua forma original.

O acervo histórico

O acervo histórico de uma cidade fica sob a tutela da Administação Municipal na figura do Museu, que é responsável pela salvaguarda, pesquisa e comunicação deste acervo em forma de exposição. Igualmente, outras ações compõem para a salvaguarda da história da cidade. Nesse sentido, é importante destacar que a Secretaria Municipal de Educação e Cultura, por meio da contratação dos serviços de digitalização do Departamento de História da UNESP de Franca, digitalizou o acervo jornalístico correspondente ao período de 1929 a 1974 e disponibilizou-o para acesso público no site oficial da Prefeitura Municipal; organizou, no ano de 2005, o concurso público para escolha do Hino Municipal de Colina, conforme determinou a Lei Municipal nº 2.402/2003. A partir de então, o município passou a contar com os três símbolos cívicos: o Brasão de Armas, a Bandeira e o Hino Municipais. Posteriormente, no ano de 2007, o livro “Colina Capital Nacional do Cavalo”, da escritora Syria Drubi, foi editado em decorrência do trabalho de reescrita dos rascunhos da autora feito pela Secretária de Educação e Cultura Designada, Profª. Elizabete Milani Neme. A obra da escritora contou ainda com informações e participação de colaboradores, apoio financeiro de personalidades colinenses e patrocínio cultural da Prefeitura Municipal. O livro, com aproximadamente 670 páginas, narra fatos históricos e pitorescos que envolvem a colonização, a emancipação política e o desenvolvimento do município, e tem grande relevância para a memória histórica da cidade.

Texto - Profª. Elizabete Milani Neme
Secretária Municipal de Educação e Cultura Designada